Notícia

Teatro Trianon recebe Curso Educação para o Patrimônio Cultural do Inepac

Atividade é direcionada a professores, arquitetos, agentes culturais e comunidade, e faz parte das 20ª Semana Nacional dos Museus.

A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), em parceria com o Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), iniciou, na manhã desta segunda-feira (16), no Teatro Municipal Trianon, o Curso Educação para o Patrimônio Cultural. Direcionado a professores, arquitetos, agentes culturais e comunidade, o curso faz parte 20ª Semana Nacional dos Museus, do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), que acontece entre os dias 16 e 22. A atividade também marca as comemorações do 10º aniversário do Museu Histórico de Campos dos Goytacazes (MHCG), que será celebrado em junho.
A cerimônia de abertura marcou a recepção aos professores do curso, Sérgio Linhares e Leonardo Alves, e contou com as presenças da FCJOL, Auxiliadora Freitas; do gerente de Formação em Arte e Cultura da FCJOL, Fábio Mattos; da coordenadora do MHCG, Graziela Escocard, e do presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Campos e vice-presidente da Associação dos Amigos dos Museus Municipais de Campos, Edvar Júnior.
“Estamos avançando bastante com a realização deste curso. Nossa parceria com o Inepac, através de sua diretora, Ana Cristina Carvalho, é fundamental para o município. Tivemos 194 inscritos para este curso, com duas turmas, sendo a primeira nesta segunda e a segunda nesta terça-feira (17). O projeto tem o objetivo de apresentar conceitos de patrimônio cultural material e imaterial, bem como o significado dos atos de tombamento e registro, lugar e espaço de memória”, enfatizou Auxiliadora Freitas.
O diretor do Departamento de Pesquisa e Documentação do Inepac, Leonardo Alves, responsável pelo setor de Educação Patrimonial do Instituto, iniciou o curso destacando a importância de uma atividade deste porte no interior do estado.
“Junto do professor e historiador, Sérgio Linhares, estamos visitando Campos com imensa alegria, trabalhando a educação como forma de preservar o patrimônio. Este curso é o princípio de desdobramentos sempre positivos, como já ocorreu em outros municípios pelos quais passamos. O Inepac quer se aproximar da comunidade e Campos é uma cidade que merecia receber nosso curso, pois tem diversos imóveis com tombamento pelo Instituto”, avaliou Leonardo Alves.
Depois da apresentação de um inventário da história e das atividades do Inepac, os professores Sérgio Linhares e Leonardo Alves realizaram, no palco do teatro, uma atividade em que se trabalhou o conhecimento de imóveis importantes da cidade do Rio de Janeiro, de diversas épocas, sejam eles patrimônios tomados ou não. Três grupos com dez pessoas cada, montaram os cenários.

Compartilhar:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin